Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

PROGRAMA

 

Actualizado em Sexta, 01 Março 2013 00:35
 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A ASPROCIVIL, esta a lanar vrias actividades no sentido da comemorao do dia mundial da proteco civil, sendo que inicia essas mesmas comemoraes com a participao no evento da ESTG Leiria (Escola Superior de Tecnologia e Gesto de Leiria), no qual se iro apresentar um conjunto debates sobre a Proteo Civil.

A ASPROCIVIL, reconhece que este tipo de eventos a melhor forma de dar incio a uma semana de comemorao da Proteo Civil, pois entende que a formao superior um dos pilares basilares da Proteo Civil num futuro prximo.

alt

Actualizado em Segunda, 25 Fevereiro 2013 18:50
 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Tendo encerrado na passada sexta-feira, dia 08 de fevereiro, as candidaturas ao programa de estgios PEPAC e tendo a ASPROCIVIL recebido cerca de duas centenas de solicitaes de apoio elaborao de candidaturas, informamos que a ASPROCIVIL ir estar atenta s escolhas que a ANPC far na escolha dos dignssimos candidatos ao programa de estgio bem como as suas respetivas habilitaes/ formaes.

Jorge Carvalho da Silva

PEPAC_-_BN

Actualizado em Segunda, 11 Fevereiro 2013 10:14
 

Deputado Pita Ameixa recebeu a ASPROCIVIL em nome do Grupo Parlamentar do PS

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF
O deputado Dr. Lus Pita Ameixa recebeu a ASPROCIVIL, em representao do grupo Parlamentar do Partido Socialista, no dia 06 de fevereiro de 2013, dando continuidade ao ciclo de audincias parlamentares solicitadas.

Nesta reunio, o Presidente e Diretores Nacionais, tiveram a oportunidade de informar o deputado, de que neste momento existem cerca de 3 centenas de tcnicos de proteo civil com formao superior, bem como mais umas centenas com formao de nvel 3, e que se constata existir lacunas na lei no que toca definio de funes e atribuio competncias profissionais ao TSPC nos diplomas e na legislao da Proteo Civil que a ASPROCIVIL no entende e a classe no aceita.

"Rejeitamos que o Planeamento da emergncia, a analise de riscos e definio de resposta operacional em termos de riscos colectivos ande a ser feita por profissionais sem competncias e formao para o fazerem... O nosso trabalho esta ser feito por (com todo o respeito) licenciados em histria, Educao Fisica, por agentes da autoridade retomados etc... E isto colocar em risco a populao deste pais!"

O Presidente da ASPROCIVIL referiu ainda que todas as instituies quer sejam pblicas ou privadas deveriam de ter um tcnico superior de Proteo Civil, para elaborao e acompanhamento de planos de preveno contra riscos coletivos, tendo dado como exemplo o a falta de TSPC no edifcio da Assembleia da Repblica evidenciando at alguns casos de risco no prprio edifcio...

s questes que a ASPROCIVIL lanou ao do grupo Parlamentar do PS, o deputado solicitou que estas fossem compiladas num documento para que o Partido Socialista pode-se questionar o Sr. Ministro e o Secretario de estado da Administrao Interna, j na prxima audio no Parlamento, sobre as temticas envolventes ao seu Ministrio nomeadamente Policia as Foras de Segurana e Proteo Civil,

 Ricardo Ribeiro

GP_PS_06FEV13

 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A ASPROCIVIL foi recebida, no dia 07 de fevereiro de 2013, pela chefe de gabinete de apoio do grupo Parlamentar do Partido Ecologista Os Verdes, Dra. Joana Silva, em representao do grupo Parlamentar, no continuar do ciclo de audincias solicitadas.

Nesta reunio, o Presidente e o Diretor Financeiro, tiveram a oportunidade de apresentar, as vrias sugestes e propostas de alterao legislao refente Proteo Civil.

O Presidente, de entre as diversas questes apresentadas destacou o facto de a ASPROCIVIL ter apresentado queixa contra os Municpios Portugueses pelo incumprimento das Leis 27/2006 e 65/2007.

O Presidente ainda teve oportunidade de salientar o grande passo qua a ASPROCIVIL em parceria com varias instituies, tm vindo a fazer ao nvel da formao acadmica especfica, baseado no planeamento e preveno de riscos coletivos, mas que este esforo ter de ser acompanhado de uma reestruturao das carreiras dos Tcnicos de Segurana e Proteo Civil, sendo para isso necessrio o empenho dos grupos parlamentares

Ricardo Ribeiro

GP_Verdes_07FEV13

Actualizado em Sexta, 08 Fevereiro 2013 12:16
 

ASPROCIVIL Recebida Pelo Grupo Parlamentar do PCP

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

No decorrer do ciclo de audincias que pretende expor as problemticas inerentes ao setor da Proteo Civil, a ASPROCIVIL, foi recebida no dia 05 de fevereiro de 2013 por Joo Neves, assessor do grupo Parlamentar do Partido Comunista Portugus.

Na reunio, o Presidente e alguns dos seus Diretores Nacionais Operacionais, abordaram temticas importantes para a os Tcnicos de Segurana e Proteo Civil (TSPC) tais como;

A legislao de proteo civil, informando que esta foi elaborada sem serem ouvidos os protagonistas do setor;

Igualmente propuseram reformulaes possveis s Leis 27/2006, e a 65/2007, referindo-se h existncia de dualidade hierrquica na proteo civil ao nvel municipal, das competncias e composies dos Servios Municipais de Proteo Civil (SMPC);

Desenvolveram o tema das funes e atribuies e competncias dos Tcnicos de Segurana e Proteo Civil (TSPC); bem como a pretenso do destino e ambies da ASPROCIVIL quer ao nvel da sua prpria estrutura como do futuro a seguir pela ASPROCIVIL no na defesa dos superiores interesses do setor da proteo civil e dos seus Tcnicos.

Desta forma, o assessor do PCP entendeu que estes assuntos, abordados na audincia, seriam alvo de anlise e discusso por parte do grupo parlamentar.

A ASPROCIVIL, no final do seu ciclo de audincias parlamentares produzir um relatrio global sobre as referidas reunies.

Ricardo Ribeiro

GP_PCP_05FEV13

Actualizado em Quinta, 07 Fevereiro 2013 22:09
 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A ASPROCIVIL iniciou um ciclo de solicitaes de audincias, junto do Ministrio da Administrao Interna, bem como, junto de todos os Grupos Parlamentares representados na Assembleia da Repblica.

Atentos a que a Proteo Civil tem sido nos ltimos anos objeto de uma importantes transformao e reforma, embora nem sempre com as melhores solues, a ASPROCIVIL faz uma apreciao globalmente positiva desta evoluo, reconhecendo a necessidade de pequenas alteraes legislativas que otimizem as decises estratgicas anteriormente tomadas.

O intuito do ciclo de reunies destina-se a expor, o fato, da legislao atualmente em vigor ter sido, no entender da ASPROCIVIL, preparada antes do aparecimento no mercado dos primeiros licenciados em Proteo Civil, levando omisso no respetivo decreto das suas competncias para, ficando estes impedidos de desenvolverem trabalho em variadas situaes para as quais so os nicos com competncias reconhecidas.

Neste ciclo de reunies, pretendemos igualmente abordar aspetos relativos ao operacional na rea, meios e recursos, carreiras e funes profissionais no setor com destaque para os Servios Municipais de Proteo Civil, nomeadamente, no que respeita sua ao operacional.

Actualizado em Terça, 05 Fevereiro 2013 22:39
 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

Tendo a ASPROCIVIL assinado em julho do passado ano, um protocolo de colaborao no que diz respeito Formao Profissional, formao Ps-Secundria, Licenciatura, Ps-Graduaes e Mestrados como instrumentos fundamentais para uma melhor formao na rea da proteo civil disponvel em Portugal, reivindicao que esta associao que tem vindo a reclamar desde a sua criao.

A garantia de uma formao qualificada e especfica em proteo civil uma das melhores formas assegurarmos a salvaguarda de pessoas de bens face ameaa constante dos riscos coletivos, afirmou Ricardo Ribeiro na assinatura do protocolo

Desta forma d-se agora inicio operacionalizao em regime de cooperao institucional, ao protocolo entre a ASSOCIACAO COGNITARIA S. JORGE DE MILREU Entidade Instituidora da Escola Universitria Vasco da Gama (ACSJM/EUVG), Associao Portuguesa dos Bombeiros Voluntrios (APBV), Associao Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP), Associao Portuguesa de Tcnicos de Segurana e Proteo Civil (ASPROCIVIL) e 4 EMES - Consultores Associados, Lda., sendo desta forma reconhecido entre ambas as necessidades de uma melhor formao, destinada para os Associados das Entidades Subscritoras inscritos nos respetivos cursos ministrados pela ACSJM/EUVG, os quais Beneficiaram de um desconto anual da sua propina bem como nos valores de matricula e inscrio.

A ASPROCIVIL desta forma, assinala como prioridade o acrscimo de competncias adquiridas por todos aqueles que desempenham ou pretendem desempenhar funes na rea da proteo civil, reconhecendo como uma mais-valia os cursos da ACSJM/EUVG, tambm como garante uma reduo dos custos de formao individual a todos os seus associados.

Actualizado em Terça, 05 Fevereiro 2013 22:38
 

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A ASPROCIVIL informa os Tcnicos de Proteco Civil de que no passado dia 25 de janeiro de 2013, foi lanado pelo Governo um conjunto de estgios atravs do programa PEPAC (Programa de Estgios Profissionais na Administrao Central), na qual se destacam 21 vagas para a Autoridade Nacional de Proteo Civil, destinado especificamente 1 na rea de Arquitetura, 1 na rea de Direito e 19 na rea de Servios de Segurana (para Tcnicos de Proteo Civil).

PEPAC_-_Lista

INFO: https://www.bep.gov.pt/Pages/Estagios/Default.aspx

Lista de Estagios: (documento original click aqui)

Incio dos Estgios: Os Estgios da 2 edio do PEPAC tero incio a partir do dia3 deMaio de 2013. (o prazo para a apresentao de candidaturas decorre de 28 de janeiro a 8 de fevereiro de 2013)

Destinatrios do PEPAC: O programa de estgios destina-se a jovens que preencham, cumulativamente, os seguintes requisitos:

a) Sejam jovens procura do primeiro emprego, desempregados procura de novo emprego ou jovens procura de emprego correspondente sua rea de formao e nvel de qualificao;

b) Tenham at 30 anos de idade, aferidos data de incio do estgio. No caso de candidatos com deficincia e ou incapacidade o limite de idade de 35 anos, aferidos data de incio do estgio;

c) Possuam uma qualificao de nvel superior correspondendo, pelo menos, ao grau de licenciado.

Preenche os requisitos da alnea a) acima quem se encontre numa das seguintes situaes:
a) Nunca tenha tido registos de remuneraes em regimes de proteo social de inscrio obrigatria; ou

b) No tenha exercido uma ou mais atividades profissionais por um perodo de tempo, seguido ou interpolado, superior a 12 meses; ou

c) Se encontre a prestar trabalho em profisso no qualificada integrada no grande grupo 9 da Classificao Portuguesa de Profisses; ou

d) No tenha exercido qualquer atividade profissional correspondente sua rea de formao e nvel de qualificao, por um perodo superior a 36 meses, seguido ou interpolado.

Durao dos Estgios: Os Estgios Profissionais tm a durao de 12 meses, no prorrogveis.

Em caso de dvida ou aconselhamento, poder contactar-nos para a sede 210 197 859 ou directamente para o Director Nacional Operacional, Dr. Jorge Silva pelo nmero 919 474 090.

A ASPROCIVIL

Actualizado em Terça, 05 Fevereiro 2013 22:38
 
Mais artigos...


JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL

Parcerias

Autenticao


Prociv Boletim Mensal